É proibida a reprodução não autorizada dos textos deste blog, de acordo com a Lei nº9.610, de 19 de fevereiro de 1998, que regula os direitos autorais.

Apresentação

Este blog nasceu no blog Janela das Loucas, onde assinava "Diva Latívia". Ali permaneci durante muito tempo, como autora principal das crônicas do blog. Redescobri que escrever é vital pra mim, guiada e editada por Abílio Manoel, cantor, compositor, cineasta e meu querido amigo. O Janela das Loucas não existe mais, Abílio foi embora pro Céu. Escrevo porque tenho esse dom divino, mas devo ao Abílio este blog, devo ao Abílio a saudade que me acompanha diariamente. Fiz e faço deste blog uma homenagem a aquele que se tornou meu irmão, de alma e coração. Aqui o tema é variado: cotidiano, relacionamentos e comportamento, em prosa e versos.







20 de abr de 2010

O AMOR ESTÁ DENTRO DE VOCÊ!


Muito reclamamos sobre a ausência de amor em nossas vidas. Seja porque estamos solteiros ou porque achamos insuficiente o amor trocado com o par romântico.
Porém, amor é algo sublime. Significa desejar ao próximo a felicidade. Fazer o máximo empenho para ajudá-lo nesta vida.
O amor romântico costuma ser egoísta. O ser humano costuma ser assim.
É comum idealizarmos alguém, um sonho quase impossível. Um ser que deverá corresponder às nossas expectativas.
Aliada a essa idealização utópica, vem a intolerância. Ele ou ela terá que me fazer feliz, senão será trocado (a) ou dispensado (a).
Felicidade é uma dádiva, reside dentro de nós. É levando adiante a alegria de viver, sendo distribuída essa energia boa com mais pessoas, que somos felizes. Não adianta nada procurar fora de si. Mora dentro de você e não no seu ideal feminino ou masculino de par.
Quem está bem consigo mesmo, conquista a felicidade. Pode não ter muito dinheiro, talvez, mas é feliz.
Amor é muito mais que estado de paixão. Não causa frio na barriga ou taquicardia. É sereno e perene. Realiza-se na entrega, na oferta generosa de seu tempo, de seus planos, de sua vida.
Ninguém é obrigado a amar-nos, mas toda a infelicidade, de guerras a assaltos, de políticos corruptos a mazelas no trabalho e nos lares, ocorre por conta do desamor.
Algo que vem da alma. Independe de sucesso profissional, riqueza material, grau de instrução, nacionalidade ou cor da pele. O amor não tem currículo e nem cursou uma universidade.
Quem não é feliz, não ama. E quem condiciona o amor a algo, também não ama. Portanto, não é feliz. Eis a razão pra tanta solidão, tanta discórdia, tantos problemas graves que giram ao redor do planeta e das vidas dos terráqueos.
Uma simples florzinha, nascida no mato, é essência de puro amor. Generosa, simples, oferece a quem a observa a sua beleza e perfume, sem nada pedir em troca.
Assim deveríamos todos ser. Levando o sorriso, o auxílio que nada exige, o afeto sem expectativas.
O que seria de nós se o sol cobrasse algo em troca pra brilhar todos os dias? Ou se a chuva fizesse o mesmo? Nós somos por eles amados.
Pra quem procura o par esse deveria ser o exemplo a ser seguido. Ame sem esperar nada em troca. Ofereça o que tem de bom em si, sem esperar resultados.
O amor pode ser romântico ou não. Pode ser fraternal, por exemplo. Seja generoso, entregue o sentimento que está guardado somente sob condições e seja feliz. Floresça! Brilhe!

3 comentários:

Anônimo disse...

legal..nem parece aquela Diva da janela,sempre reclamando da solidão.

Cláudia disse...

Não falo da minha vida pessoal. Não diretamente. No Janela das Loucas o tema é o MSN, os relacionamentos na Net. Não é meu "diário de bordo" o que deixei no Janela e sim textos que versam sobre relacionamentos na virtualidade. Não os meus relacionamentos, porque não faço a minha autobiografia. Ali não falo de mim, mas de quem está buscando um par. Aqui é o meu blog, posso falar da solidão, posso falar de mim e de qualquer tema.
Obrigada, Anônimo, pelo seu comentário.
Um abraço!

Isis disse...

Diva

Lindo texto..como sempre !!!

Beijo

Postar um comentário

Deixe aqui o seu comentário!