É proibida a reprodução não autorizada dos textos deste blog, de acordo com a Lei nº9.610, de 19 de fevereiro de 1998, que regula os direitos autorais.

Apresentação

Este blog nasceu no blog Janela das Loucas, onde assinava "Diva Latívia". Ali permaneci durante muito tempo, como autora principal das crônicas do blog. Redescobri que escrever é vital pra mim, guiada e editada por Abílio Manoel, cantor, compositor, cineasta e meu querido amigo. O Janela das Loucas não existe mais, Abílio foi embora pro Céu. Escrevo porque tenho esse dom divino, mas devo ao Abílio este blog, devo ao Abílio a saudade que me acompanha diariamente. Fiz e faço deste blog uma homenagem a aquele que se tornou meu irmão, de alma e coração. Aqui o tema é variado: cotidiano, relacionamentos e comportamento, em prosa e versos.







26 de abr de 2010

PANE NO ELEVADOR


Hoje lembrei do "bombeiro_saradão", sapo do Brejo Perfeito. E tudo porque algo se passou no meu mundinho real. Explico!
Estava eu toda produzida. Salto 10, maquiagem, cabelos soltos, perfumada. Peguei a bolsa e chamei o elevador. Demorou, demorou... Chegou ao meu andar.
Lá dentro uma moradora de uns 99 anos de idade. Cumprimentei a senhorinha, apertei o botão do térreo. Desceu um andar e tudo ficou escuro, o elevador apagou e parou. E eu, que sofro de claustrofobia, pensei que o mundo ia terminar naquele momento.
- "Tia, a senhora está bem?".
- "Estou sim, acho que faltou luz".
Apertei o botão de emergência, não funcionou.
Comecei a gritar: - "SOCORROOOO, estamos presas no elevador!"
Nada, nem mesmo um único sinal de alguém por perto pra nos ajudar.
– "SOCORRROOOOOOOOO!!!".
E a velhinha ali, em silêncio, pensei que ela tivesse desmaiado ou morrido. Então uma luz fraquinha brilhou na escuridão. Fósforos, ela tinha fósforos na bolsa!
- "Tia, melhor não acender isso, vai que nosso oxigênio acaba e morremos asfixiadas?".
– "Você é burrinha mesmo, minha filha. Não vai acabar o oxigênio porque o elevador tem entrada de ar".
E eu de novo: - "Alguém me AJUDAAAAAAA!!!"
A vovózinha tão calma que me dava mais nervoso ainda. Tive uma idéia, telefonei pro número dos bombeiros. Uma atendente me disse que iriam enviar uma viatura com a máxima urgência.
Sentei no fundo do elevador, a senhora continuou em pé e riscando fósforos. A cada clarão um novo espanto, acho que ela sofre de Parkinson e tremia enquanto segurava os fósforos acesos. Pior, começou a cantar um hino de louvor evangélico. E eu pensei: é castigo divino, sei que é!
Mais de meia hora assim, ninguém apareceu. Pensei que o prédio podia estar pegando fogo! Achei que ia virar churrasco. Lembrei do meu filho, da minha mãe. Lembrei que não tinha pagado o seguro de vida e, bem feito pro "Credicoisa", não tinha ainda pagado a fatura o cartão de crédito também. E estava assim, aterrorizada, quando ouvi um uóóóóóóóóó... Eram eles, os bombeiros! Aí pensei... Hum... Eles ficam tão elegantes naquele uniforme. Será que virá um soldado bonitão, alto e forte pra me salvar?
Entraram no prédio, pude ouvir vozes de moradores e de heróis do fogo conversando.
- "Tia, é melhor parar de riscar esses fósforos, os bombeiros vão te dar a maior bronca". Ela parou, finalmente.
– "Senhoras, somos os bombeiros, estamos aqui. Fiquem calmas e sigam nossas orientações. Fiquem no fundo do elevador, não se aproximem da porta". A velha escorada na porta.
– "Tia, facilita, obedece o bombeiro, vai". Foi um custo, acho que ela é surda, estava cantando algo sobre Davi e Salomé, sei lá, creio que a dentadura dela estava frouxa, não compreendi uma só frase do que cantou, mas tinha "aleluia" no refrão.
Abriram a porta do elevador, estava entre um andar e outro. Entrou um bombeiro no elevador, ai, ai... E levou a tiazinha. Aí desceu uma mulher e me salvou. E eu, que nunca vi bombeira salvar gata, fiquei desolada. Não podia ter salvado a tia e ter deixado o bombeiro gostosão me salvar?
Enfim, nem tive um final feliz digno de Hollywood. Fui salva por uma mulher, ainda bem que...Argh... Eu não precisei de respiração boca-a-boca. Porém, hoje em dia somos nós, mulheres, que somos os super-heróis do planeta.
Então, parabéns aos bombeiros e às bombeiras e, Tia, quem brinca com fósforos, já sabe: faz xixi na cama. Melhor dormir de fralda esta noite.
Texto de minha autoria publicado no blog Janela das Loucas.

Um comentário:

Isis disse...

Diva
Que falta de sorte ser salva por uma bombeira e não " Um Bombeiro " !!!!!

Beijo

Postar um comentário

Deixe aqui o seu comentário!