É proibida a reprodução não autorizada dos textos deste blog, de acordo com a Lei nº9.610, de 19 de fevereiro de 1998, que regula os direitos autorais.

Apresentação

Este blog nasceu no blog Janela das Loucas, onde assinava "Diva Latívia". Ali permaneci durante muito tempo, como autora principal das crônicas do blog. Redescobri que escrever é vital pra mim, guiada e editada por Abílio Manoel, cantor, compositor, cineasta e meu querido amigo. O Janela das Loucas não existe mais, Abílio foi embora pro Céu. Escrevo porque tenho esse dom divino, mas devo ao Abílio este blog, devo ao Abílio a saudade que me acompanha diariamente. Fiz e faço deste blog uma homenagem a aquele que se tornou meu irmão, de alma e coração. Aqui o tema é variado: cotidiano, relacionamentos e comportamento, em prosa e versos.







10 de mai de 2010

MENTES PERIGOSAS


Quantas vezes você se encantou com alguém que surgiu na telinha do seu computador? Alguém totalmente desconhecido e que, no primeiro momento, pareceu ser exatamente aquele (a) que você tanto procurava?
Quantas vezes seu coração bateu mais forte, cheio de esperança e alegria ao trocar mensagens, fotos, após marcar o primeiro encontro com alguém encantador (a) e proveniente de um Chat, um site de relacionamentos?
A expectativa é enorme, afinal quem está procurando um par, seja pra ter um relacionamento amoroso ou pra ter novas amizades, experimenta uma satisfação indescritível quando encontra a possibilidade de ter alcançado seu objetivo. Porém, não é sempre que essa pessoa com quem você já saiu algumas vezes e vem preenchendo suas expectativas de “final feliz” é realmente quem demonstra ser.
Talvez, pelo alto grau de ansiedade em conhecer alguém. Talvez, pelo sonho de Cinderela ou Peter Pan, que desde tenra idade nos é transmitido, temos a tendência de tapar o sol com a peneira.
Lobos em pele de cordeiro, assim são os psicopatas. Nem todo psicopata é um assassino em potencial, nada disso. Há diferentes graus de intensidade da psicopatia, de moderada a grave. O companheiro que ignora a dor que causa na companheira, seja física ou moral. Frio, insensível, pode ser um psicopata moderado. O pedófilo, por exemplo, é um psicopata grave. Um psicopata é um ser desprovido de afetividade e, em sua inconsciência, causa estragos imensos em vidas e corações carentes e incautos.
Aquele homem com quem você saiu e, no dia seguinte, sumiu. Ou aquele (a) namorado (a) com quem você se relacionava há alguns meses e, no auge do encantamento, ignorando suas lágrimas e apelos, desistiu de você sem dar a menor explicação. Pense bem, não será ele (a) um (a) frio (a) psicopata?
Esse tipo de mente perigosa e doentia elege pessoas que o acolhem de boa vontade, pessoas boas! Assim, são bem recebidos e manipulam. Conhecemos alguns, se pararmos pra refletir, sempre há aquele ser maquiavélico, totalmente inescrupuloso, maldoso ao extremo.
Duro é quando, terminado um relacionamento, quem sabe depois de meses ou anos, a gente olha pra trás e conclui que estava nas mãos desse tipo de pessoa. São iguais a todo mundo, trabalham, viajam, têm mulher, filhos. Só mesmo convivendo é que, com muita sorte e lucidez, é possível reconhecê-los.
Creio, parte das histórias mal sucedidas ocorre por esse motivo. Há sapos. Os sapos viram príncipes ou não. Mas há os lobos-maus. Esses comem a chapeuzinho, comem a vovozinha, comem os docinhos da cestinha e vão embora palitando os dentes e assobiando pela estrada afora, sem a menor dor na consciência (que simplesmente não têm).
Estou lendo um livro muito interessante: “Mentes Perigosas”, da psiquiatra Ana Beatriz Barbosa Silva. Recomendo a vocês a leitura e, não custa nada, recomendo também que sempre sejam seletivos e cuidadosos em suas escolhas amorosas.
(Texto de minha autoria, anteriormente publicado no blog Janela das Loucas).

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui o seu comentário!