É proibida a reprodução não autorizada dos textos deste blog, de acordo com a Lei nº9.610, de 19 de fevereiro de 1998, que regula os direitos autorais.

Apresentação

Este blog nasceu no blog Janela das Loucas, onde assinava "Diva Latívia". Ali permaneci durante muito tempo, como autora principal das crônicas do blog. Redescobri que escrever é vital pra mim, guiada e editada por Abílio Manoel, cantor, compositor, cineasta e meu querido amigo. O Janela das Loucas não existe mais, Abílio foi embora pro Céu. Escrevo porque tenho esse dom divino, mas devo ao Abílio este blog, devo ao Abílio a saudade que me acompanha diariamente. Fiz e faço deste blog uma homenagem a aquele que se tornou meu irmão, de alma e coração. Aqui o tema é variado: cotidiano, relacionamentos e comportamento, em prosa e versos.







4 de jun de 2010

1 + 1 = 2


Tem gente que passa a vida inteira sem encontrar alguém que forme com ele um par que realmente valha a pena. Não existe amor pela metade. Chegam as dificuldades, vai cada um pra um lado e adeus. A vida não é feita apenas de momentos felizes, existem os problemas. Par é pra colaborar, ajudar um ao outro.
Após uma certa idade, já tivemos alguns relacionamentos. Sabemos o que queremos e, especialmente, aquilo o que não queremos mais. Alguns de nós já passou por um casamento, uma separação. Difícil refazer a vida amorosa. Pessoalmente, sempre encontrei essa dificuldade. Em meus textos mais leves eu brinco falando de Santo Antônio, da procura do Mr. Divo Latívio. Alguém real, mas que custou quase meio século pra ser por mim encontrado.
Dizem que é preciso ter sorte no amor. Acho que a sorte depende de encontrar a pessoa, tudo o mais é questão de força de vontade, de ter aprendido algo positivo com as experiências anteriores e estar disposto não apenas a ser feliz, mas levar a outro alguém a felicidade. Quem muito sofreu, entende bem o que escrevi aqui. A gente aprende muito com a solidão, aprende muito com o erro nas escolhas. Encontrar esse alguém tem sabor de milagre, se bem que esperar milagre parece ser típico dos que não acreditam que são capazes de, por si sós, realizar essa obra maravilhosa que é construir, passo a passo, o amor ao lado de alguém.
Conservar a presença de alguém, alimentar o amor, isso é difícil, não é fácil não! Temos hábitos antigos, parentes, experiências que nos marcaram profundamente, carências, medos, uma longa história. Namorar é quase matar um leão por dia, porque se descuidar vem a solidão e nos traga novamente.
Tão bom olhar pra vida, por mais dura que tenha sido, e entender que nada aconteceu por acaso. Que de todas as provas que foram apresentadas, mesmo a pior delas, restou capacidade de amar e ser amado.
Pode demorar, afinal eu mesma falei aqui que comigo demorou quase meio século, mas quando isso acontece a vida muda pra melhor, completamente. As alegrias são multiplicadas; a tristeza é subtraída; o peso dos problemas é dividido. Pessoas novas chegam, são os amigos e a família de ambos, uma adição. Feliz merecimento, alguns parecem vir ao mundo aptos pra compreender e receber o amor desde cedo, outros na idade madura. Doce se torna a vida quando olhamos pra alguém e o coração se aquieta, finalmente!
Um mais um: dois.

3 comentários:

Anônimo disse...

Diva, se entendi vc está feliz com seu par,encontrou...feliz dia dos namorados e curta muito seu amor todos os dias.Eu continuo me agarrando ao santinho,mas está tão difícil!

Aninha

Cláudia disse...

Muito mais do que preces pra Santo Antônio é preciso acreditar que é merecedora do amor de alguém. Com certeza vai encontrar, mas se quiser arriscar, faça a simpatia da Diva..rs..
Obrigada pelo seu comentário! Beijo.

Isis disse...

Lindo texto...
A vida se torna doce quando olhamos para alguém...e o coração se aquieta !!!!
Beijo

Postar um comentário

Deixe aqui o seu comentário!