É proibida a reprodução não autorizada dos textos deste blog, de acordo com a Lei nº9.610, de 19 de fevereiro de 1998, que regula os direitos autorais.

Apresentação

Este blog nasceu no blog Janela das Loucas, onde assinava "Diva Latívia". Ali permaneci durante muito tempo, como autora principal das crônicas do blog. Redescobri que escrever é vital pra mim, guiada e editada por Abílio Manoel, cantor, compositor, cineasta e meu querido amigo. O Janela das Loucas não existe mais, Abílio foi embora pro Céu. Escrevo porque tenho esse dom divino, mas devo ao Abílio este blog, devo ao Abílio a saudade que me acompanha diariamente. Fiz e faço deste blog uma homenagem a aquele que se tornou meu irmão, de alma e coração. Aqui o tema é variado: cotidiano, relacionamentos e comportamento, em prosa e versos.







1 de jul de 2010

OLÁ, MEU LEITOR!


Aqui estou no meu blog, um presente que ganhei do Abílio Manoel.
Há dois anos nos conhecemos e, apesar de eu ser de outra geração, o reconheci imediatamente. Cantei "Bom Dia, Amigo" no colégio de freiras onde estudei durante a infância. Daquele momento em diante, nossa amizade criou raízes tão profundas que passamos a ser irmãos. Tudo sabíamos um do outro. Um ping-pong de ideias, esperanças, acontecimentos, expectativas. Não era necessário dizer uma só palavra, compreendíamos um ao outro à distância e em silêncio. Muita afinidade!
Ambos aquarianos com ascendente em câncer. Eu o adorava, ele me admirava. As músicas que ele compôs eu sempre cantei, desde criança. Os textos de Diva Latívia ele elogiava e, foi assim que ganhei espaço no blog Janela das Loucas.
Há alguns meses tivemos uma briguinha. Irmãos podem se desentender. Eu saí do Janela e criei este blog, com um layout horrível, sem qualquer noção de web design. Não conseguimos ficar longe muito tempo. Duas semanas e já estávamos pedindo desculpas um ao outro. Ele me ajudou a deixar o blog Diva Latívia bonitinho.
Acompanhei o começo da doença do Abílio. Uma tarde, estava eu trabalhando e com o MSN ligado. Ele começou a falar sobre um texto que escrevi pro Janela das Loucas. De repente parou de enviar mensagens. Disse que estava com a visão turva. Preocupada telefonei, não atendeu. Instantes depois me disse que estava bem, que foi apenas um mal estar. Era o começo do fim. Abílio era hipertenso.
Ele pediu que eu fizesse uma letra pra uma nova música dele. Não deu tempo. No Janela das Loucas temos muitos textos, havia o projeto do livro. Também não deu tempo.
Aqui estou tentando retomar meus textos. Você, meu leitor, espero que compreenda que meu coração está de luto. Morreu meu parceiro, meu companheiro de madrugadas insones, um amigo que tornou-se confidente, conselheiro, webmaster, um português teimoso e adorável.
É a segunda perda em sete meses. Minha mãe em novembro de 2009 e agora ele.
Espero não ter perdido "a mão" e continuar sendo a mesma Cláudia que assina Diva Latívia - nome este que recebi do meu amigo, Abílio Manoel.
Ah, sim, quando nos encontramos há um mês ele cantou isso pra mim. Bom dia, Amigo. Deixo pra você!
Abilinho, maninho, onde estiver, de novo eu te digo: MANINHO, EU TE AMO!

2 comentários:

Manu Robalo disse...

Olá Claudia,
Gostaria de falar com você.
Não encontro seu telefone...
Por favor entre em contato: manurobalo@gmail.com
Muito obrigada!
Manuela Robalo
(filha do Abilio)

Cláudia disse...

Querida Manu,

Vamos continuar o que ele deixou aqui na Terra.
Do cuidado com os gatinhos ao livro do Janela. Ele se foi, mas a nossa missão continua.
Saudade do meu maninho!

Beijo

Postar um comentário

Deixe aqui o seu comentário!