É proibida a reprodução não autorizada dos textos deste blog, de acordo com a Lei nº9.610, de 19 de fevereiro de 1998, que regula os direitos autorais.

Apresentação

Este blog nasceu no blog Janela das Loucas, onde assinava "Diva Latívia". Ali permaneci durante muito tempo, como autora principal das crônicas do blog. Redescobri que escrever é vital pra mim, guiada e editada por Abílio Manoel, cantor, compositor, cineasta e meu querido amigo. O Janela das Loucas não existe mais, Abílio foi embora pro Céu. Escrevo porque tenho esse dom divino, mas devo ao Abílio este blog, devo ao Abílio a saudade que me acompanha diariamente. Fiz e faço deste blog uma homenagem a aquele que se tornou meu irmão, de alma e coração. Aqui o tema é variado: cotidiano, relacionamentos e comportamento, em prosa e versos.







4 de ago de 2010

AMÉLIA LATÍVIA


Não sei explicar se foi meu instinto maternal ou a minha carência amorosa - algo a ser descoberto por Diva em algum divã, provavelmente – o que despertou minhas habilidades domésticas. Explico: lavar pratos, tirar o pó, organizar diversos copinhos delicados de cristal, catar aquele fiapinho minúsculo de linha caído sobre o tapete. Tanto esmero, até emagreci. Santa academia que pode ser o lar... Alheio!
O olhar que me fitava lembrava um cãozinho basset hound. Sabem como é? Olhinhos tristes, meio caidinhos. Aqueles “faróis baixos” davam vontade de niná-lo, cantando “nana, neném”.
Não lembro quantas vezes me abaixei e levantei, guardando panelas sob o armário da pia da cozinha. No final, a vontade era de tirar uma foto e colocar em um porta-retratos: “a cozinha modelo decorada pela namorada exemplar”.
O cúmulo aconteceu quando ele saiu pra trabalhar e eu, sonolenta, saí uma hora depois. Tinha muitos compromissos, mas antes disso eu passei a camisa social dele, branquíssima, afinal eu mesma a lavei com estas mãos que aqui escrevem este texto. Passei cada dobrinha, cada partezinha, como quem assim removesse todas as mágoas, toda a insegurança e alisasse o amarrotado das muitas dúvidas.
No final do dia ele telefonou. Falou de tudo, menos da camisa. Por fim, disse: “pra quê passou minha camisa? Não precisava”. Imediatamente lembrei do dia em que, no meu horário de almoço, lavei todos os tapetes da casa dele. Todos, menos um. E ele reclamou quando chegou em casa e notou que eu esqueci um!
Nessa noite ele não me viu. Nem na noite seguinte. Nem na outra. Perdeu o impulso, eu já estava conquistada, descabelada e com a vassoura na mão. Foi então que eu aproveitei aquele apetrecho e voei!
Sapo que é sapo, não gosta de Cinderela e muito menos de Gata Borralheira. Mulher tem que aprender a não se esborrachar de tanto cuidar de homem. A camisa está amassada? Que fique amassada ou mande pra lavanderia. A comida está fria? Sorvete de feijão é uma delícia, sirva frio! A louça está suja? Jogue pela janela!
A isso eu chamo de “transformação”. Conseguiram transformar uma princesa em potencial em bruxa essencial. É assim que se faz o amor moderno. Agora sim, eu sou uma mulher de verdade!

6 comentários:

Isis disse...

Hahahaha...Muito bom.....me matei de rir....
Tá muito certa...não temos que fazer nada para esse homens......só receber carinho !!!

Beijos

Cláudia disse...

Na verdade eu não me importo de fazer nada por quem eu amo, mas olhei de outro prisma e brinquei com a situação. Isis, quem amamos vale que a gente arraste um trem por ele.

Anônimo disse...

Não exagera Diva,que trem que nada,se eles não arrastam nada...e assim,vc acostuma mal,poucos dão o devido valor a uma mulher bombril(mil e uma utilidades).Uma delicadeza ou outra faz parte da nossa natureza,mas essa maratona doméstica,com ares de gata borralheira,é "espanta" namorado.bjs
Anita

Cláudia disse...

É por isso mesmo que eu peguei a vassoura e saí voannnnndoooooo....rsssss

Beijo, obrigada pelos comentários!

Anônimo disse...

Qdo não escreve por alguns dias,algo vai mal no reino da Diva.Alguém machucou seu coração.

Edu

Cláudia disse...

Edu,

Inspiração é igual às ondas do mar. Um dia são serenas, no outro fica bom pra surfar, ocasionalmente acontece um tsunami. Já estou de volta, o coração de Diva não está machucado, estou aqui a postos novamente.
Bj

Postar um comentário

Deixe aqui o seu comentário!