É proibida a reprodução não autorizada dos textos deste blog, de acordo com a Lei nº9.610, de 19 de fevereiro de 1998, que regula os direitos autorais.

Apresentação

Este blog nasceu no blog Janela das Loucas, onde assinava "Diva Latívia". Ali permaneci durante muito tempo, como autora principal das crônicas do blog. Redescobri que escrever é vital pra mim, guiada e editada por Abílio Manoel, cantor, compositor, cineasta e meu querido amigo. O Janela das Loucas não existe mais, Abílio foi embora pro Céu. Escrevo porque tenho esse dom divino, mas devo ao Abílio este blog, devo ao Abílio a saudade que me acompanha diariamente. Fiz e faço deste blog uma homenagem a aquele que se tornou meu irmão, de alma e coração. Aqui o tema é variado: cotidiano, relacionamentos e comportamento, em prosa e versos.







19 de out de 2010

PRA QUÊ CASAR?


Quanto tempo pode durar um namoro? Eis que amanheci pensando nisso. É tão farta a oferta de gente, de pretendentes, de facilidades! Somos tão estimulados a viver sem depender da companhia fixa de alguém! As tentações estão em toda a parte. Ao que parece, ter uma namorada ou um namorado está fora de moda. Tenho escutado com relativa frequência a seguinte pergunta: pra quê casar?
Faço então a mim mesma e a você, leitor que passa pelo mesmo dilema, a pergunta que martela em minha cabeça: então, pra quê namorar? Namoro deveria ser a ante-sala de um casamento. Quem precisa de mera companhia poderia contentar-se com um cão-guia, ou então com alguns amigos bebedores de cerveja no happy hour. Se não quer casar, não deveria perder tempo com isso.
Quanto tempo pode durar um namoro? Um mês? Dois? Aí a coisa começa a ficar mais séria, ela vai querer conhecer a senhora sua mãe. Ah, mas é possível protelar isso, ir levando numa boa. Três meses? Quatro? E o que fazer pra se desvencilhar de cobranças, pra que sonhos tolos de felicidade – felizes para sempre – não passem pela cabecinha romântica do incauto par? E dá-lhe baldes de água fria! Pra quê casamento? Isso não serve pra nada, não é mesmo? Tire da moça o sonho de ter um príncipe, um castelo, um cavalo branco. Comece a dizer que vai morar sozinho, que tem “pipas” pra resolver fora do horário de trabalho.
Pra quê casar? Todos nós sabemos morar sozinhos, pagamos nossas contas sozinhos, cuidamos de nossas vidas sozinhos. Pra quê casar? Casamento é uma tremenda dor de cabeça. E quem garante que, amanhã, ela não irá traí-lo? Trocá-lo por alguém com o dobro da sua conta bancária e a metade de sua idade? Quem garante que será fácil aturá-la ao seu lado na mesma cama durante anos a fio? É muito risco, muito aborrecimento. Separar-se de novo é impensável! Advogado, fórum, juiz, chateação. Então, pra quê casar-se?
Namoro deveria ser doce feito mel, suave feito brisa, tão belo quanto o amanhecer. Porém, ficar é bem mais fácil. Quem fica não precisa incluir a pessoa em sua família. Evita o vexame de ter que apresentar uma nova namorada a cada mês. E não perde o status de solteiro bem resolvido.
E tudo isso tem um preço muito alto, que nem sempre é estimado em tempo hábil: solidão. Depois, quando a idade chegar, não se queixe que a felicidade não bateu à sua porta. O que era doce, você dispensou. Pra quê casar, não é mesmo? E nesse egoísmo, de quem tem a pretensão de imaginar que tudo de bom já ofereceu a alguém, que a fonte se esgotou, perde-se a oportunidade de, talvez, ser feliz com alguém que vale a pena. Pra quê?

Este texto foi inspirado no desabafo de alguém, que depois de meses de namoro escutou do seu par esta pergunta: “pra quê casar”? E você, sabe pra quê?

6 comentários:

'Glenda Barros disse...

Estamos mesmo ficando egoístas, percebe-se isso só em olhar em volta. Até o mercado tem se dedicado mais aos solteiros, uma fatia de pizza em 1 min. no microondas, sofá cama, baladas pra solteiros, até o tecido das roupas tá mais fácil de se cuidar, lavar, passar...tudo pra nossa maior comodidade e praticidade, tudo pra facilitar nossa vida badalada de solteiro. Ainda acredito no amor, namoro e casamento, crenças nada convencionais para o nosso tempo, mas, é algo que me foi passado por meus pais e que pretendo levar para meus filhos um dia. E mais uma coisa, muito obrigada pelos argumentos do seu texto, se um dia algum namorado meu me fizer essa pergunta tosca, me utilizarei dos mesmos para deixá-lo, pelo menos, com a pulga atrás da orelha....beijos Diva!

Adoro esse blog!

Cláudia disse...

Glenda,

Escrevi o texto porque também acredito no casamento. Sou divorciada, estou namorando. Porém, não apenas na minha própria vida, mas de um modo geral, observo que as pessoas estão demais egoístas! É a legião do "eu sozinho", como se o estado de solteirou ou divorciado fosse indício de liberdade, uma garantia qualquer de estar são e salvo de novas decepções. E não é nada disso. É triste demais estar sozinho, triste demais não acreditar que o AMOR autêntico, que não pede nada material, é o suficiente pra responder o PRA QUÊ CASAR.
Também adoro o seu blog, acompanho sempre e torço pelo seu sucesso como escritora e também pela sua felicidade. Um dia, nós que ainda acreditamos no AMOR, seremos felizes. Tenho certeza disso!
Beijo de sua fã!

isis disse...

Diva
Você me conhece bem e sabe o que penso do casamento....
Não acho que precisemos casar, e sim ter um relacionamento sincero...gostoso....apaixonado....de cumplicidade , de estar realmente junto...
O não casar não significa sómente ficar....vc pode estar apaixonada, estar junto, conhecer a familia , amigos do amado e não estar casada...
Lindo texto...apesar de discordar do casamento...achei horrível o " pra que casar ? "
Beijos

Cláudia disse...

Isis,

É horrível alguém ter planos, ainda que embrionários e levar esse tremendo balde de água fria. É o mesmo que alguém cursar 6 anos de faculdade de medicina e, no sexto ano, alguém perguntar ao aluno: pra que estudar? pra quê diploma? Enfim, soa como gozação, deboche, falta de noção. Essa pergunta partiu de quem não deveria tê-la feito, pra quem preferia ser surda e não tê-la escutado. Um relacionamento ficou em crise e está em risco, afinal o casal tem objetivos diferentes, ela quer algo sério, ele com esse slogan que considero egoísta - pra quê casar?- demonstrou não querer compromisso. Enfim, é a vida e lamento demais o motivo que inspirou este texto.
Obrigada pelo seu comentário. Beijo.

'Glenda Barros disse...

Oi Claudia, me sentiria honrada em ter um de meus textos publicados no janeladasloucas. Depois me diga como faço para enviar-lhe um texto e o tema que vc quer que eu discorra. Estarei aguardando. Beijo
'Tua fã
'Glenda

Cláudia disse...

Oi, Glenda!
Basta enviar pro meu e-mail, que é o mesmo que deixo aqui no alto do blog pra contato: clausiqc@hotmail.com
Participe também da minha nova comunidade da Diva Latívia no orkut. Tudo isso ajuda a divulgar nossos blogs, nossos textos. O Janela amanheceu doentinho hoje. Algo ocorreu com alguns recursos gráficos dele, mas logo estará normalizado isso. É um blog muito bom, com vários autores! Vão adorar a nova autora, sei disso!!!
Beijo,
Cláu

Postar um comentário

Deixe aqui o seu comentário!