É proibida a reprodução não autorizada dos textos deste blog, de acordo com a Lei nº9.610, de 19 de fevereiro de 1998, que regula os direitos autorais.

Apresentação

Este blog nasceu no blog Janela das Loucas, onde assinava "Diva Latívia". Ali permaneci durante muito tempo, como autora principal das crônicas do blog. Redescobri que escrever é vital pra mim, guiada e editada por Abílio Manoel, cantor, compositor, cineasta e meu querido amigo. O Janela das Loucas não existe mais, Abílio foi embora pro Céu. Escrevo porque tenho esse dom divino, mas devo ao Abílio este blog, devo ao Abílio a saudade que me acompanha diariamente. Fiz e faço deste blog uma homenagem a aquele que se tornou meu irmão, de alma e coração. Aqui o tema é variado: cotidiano, relacionamentos e comportamento, em prosa e versos.







10 de nov de 2010

QUEM VAI PAGAR O PATO?


De uns tempos pra cá, meu coração tem falhado. Não padeço de problemas cardíacos, mas tenho pagado um pato que não preparei, cozinhei ou almocei. No entanto, a louça engordurada está sobre a pia, pilhas imensas de pratos com restos de ossos e muito trabalho que terei pela frente. Vida dura a de quem deseja ser feliz, ainda que isso custe tempo, ainda que o resultado seja incerto.
Aos quarenta e nove anos, há quem imagine que vivi tanto que o que vier seja lucro. Ledo engano. Sou tão jovem quanto uma sonhadora garota de vinte anos. A idade cronológica não acompanha o desejo de felicidade.
Relacionamentos deveriam seguir leis daqueles países das duzentas chibatadas em praça pública. Prometeu e não cumpriu? Cem chibatadas! Traiu? Mais cem chibatadas! Não vai apresentar a moça à família? Dá-lhe uma bordoada pra ver se acorda!
Pra que um namoro tenha um final qualquer, ainda que feliz, é preciso ter maturidade. Ou fica tudo pela metade. Arrastar um fantasma de nome "ex" destrói qualquer possibilidade de ter um relacionamento bom e sério com outra pessoa.
Quanto tempo demora pra que alguém vomite sua culpa, suas dúvidas, suas mágoas e depois tome um banho de esperança? Não há tempo pra isso. O ideal seria que todos aqueles que ainda estão presos ao passado permanecessem sozinhos, sem arrastar pra dentro do seu redemoinho mais pessoas.
Eu amanheci triste, pensando na vida. No pato, nos pratos. Quarenta e nove anos e muito o que viver, muito o que sonhar, muito o que fazer. E sem tempo pra perder.

3 comentários:

Anônimo disse...

Oi Diva, não pague o pato e manda ele lavar os pratos. Homem é tudo palhaço.

'Glenda Barros disse...

Oh minha Diva! Não fique triste, que a tristeza não combina com seu belo rosto. Particularmente, odeio gente presa ao passado,se não quer tocar a vida pra frente então morre logo! (rs) É triste ver pessoas que se permitem permaner nas decepções, nas mágoas, nos rancores do passado. Saudosismo é saudável quando planta na nossa cara um sorrisinho fresco e sem vergonha, do contrário, é melhor esquecer pra não correr o riscor de adoecer a alma. O sentido da vida é sempre para =====> FRENTE! ======>

Sempre divina!
Beijos

Cláudia disse...

Se ele morrer logo ficarei viúva. E quem vai pagar o pato, afinal? rssss
Meus textos versam sobre temas genéricos, coisas que já vi, que já ouvi. Algumas vezes escrevo sobre o que eu mesma estou passando. E é este o caso, estou pagando um pato, mas prefiro não ficar viúva de véspera ( já basta a situação da pata, certo? rsss).
Homens nem sempre são descomplicados. Curtem futebol, detestam quando um jogador é "pipoqueiro", quando o time joga sem amor à camisa. Mas, eles mesmos são assim, em algumas situações de suas vidas. Difícil conduzir um relacionamento, especialmente quando se está armada com um computador e dois blogs...rssss

Beijo, obrigada pelos comentários!

Postar um comentário

Deixe aqui o seu comentário!