É proibida a reprodução não autorizada dos textos deste blog, de acordo com a Lei nº9.610, de 19 de fevereiro de 1998, que regula os direitos autorais.

Apresentação

Este blog nasceu no blog Janela das Loucas, onde assinava "Diva Latívia". Ali permaneci durante muito tempo, como autora principal das crônicas do blog. Redescobri que escrever é vital pra mim, guiada e editada por Abílio Manoel, cantor, compositor, cineasta e meu querido amigo. O Janela das Loucas não existe mais, Abílio foi embora pro Céu. Escrevo porque tenho esse dom divino, mas devo ao Abílio este blog, devo ao Abílio a saudade que me acompanha diariamente. Fiz e faço deste blog uma homenagem a aquele que se tornou meu irmão, de alma e coração. Aqui o tema é variado: cotidiano, relacionamentos e comportamento, em prosa e versos.







25 de mai de 2011

CORRE-CORRE!


Ao amanhecer cobrei-me! Olhei este blog e, auto-zangada ( esta foi de doer, o Word grifou irritadíssimo), impus à autora deste blog ( Diva Latívia, ou seja, eu), que postasse mais textos.
Inspiração é artigo de primeira qualidade. Tal e qual em uma padaria é fundamental a qualidade da farinha de trigo, elemento básico para preparar pãezinhos. Pãozinho quente a toda hora. Textos de primeira qualidade todo o santo dia. Acho que nem mesmo Luís Fernando Veríssimo consegue tamanha façanha. Portanto, reles mortal que sou, ao amanhecer fiquei um tanto emburrada. Não tenho escrito com frequência, caro leitor.
Ser paulistana, ser dona de casa, ser profissional da área jurídica, ser mãe, irmã, ser o par de Divo Latívio. Corro pro trabalho, mas primeiro deixo duas casas em ordem: a minha e a casa 2, onde divido o espaço com meu par. Pago as minhas contas, enfrento aquela chatice que é o trânsito da cidade. Cumpro os prazos dos processos, sem esquecer de embelezar-me diante do espelho toda bendita manhã. Tempo, outro artigo fundamental, ingrediente que se torna mais raro a cada tic-tac do relógio.
Ontem, quando dei por mim, já passava das 19h00 e eu lá, trabalhando, sem ter notado o avanço das horas. Faltava muito pra finalizar o trabalho. Meu celular tocou, Divo já estava em casa. Suspirei resignada, não deu tempo. Quando cheguei em casa, depois de um beijo e abraço carinhosos, ele observou minhas olheiras. "Diva, que tal fazer uma compressa de chá de camomila?". Recusei, com os ossos e músculos doloridos devido ao corre-corre do dia. Em seguida, simpático, comentou algo sobre o cesto de roupas pra passar. Disse que seria ótimo passar ao menos as toalhas de banho e lençóis e poupar o trabalho da diarista, que viria amanhã, ou seja, hoje.
De vez em quando eu preciso ser de ferro. Não meus punhos, que se retesaram doidinhos pra esmurrar algum móvel, parede ou porta. Coisa de mulher das cavernas! Às vezes preciso engolir sapos ( não aqueles do Brejo Perfeito). Passar roupas depois de um dia que mais se pareceu com uma gincana, uma corrida maluca? Impossível. O bom senso, outro ítem raro em minha lista, falou mais alto. Contei até dois e desculpei-me: sorry, dear. I can´t. Traduzindo: nem morta, meu bem.
Ser mulher de mil e uma utilidades, tal e qual aquela propaganda da palhinha de aço, torna a fêmea parecida com Jeannie é Um Gênio, aquele antigo seriado televisivo. Bonitinha, moradora de uma garrafa, submissa ao amo a quem proporcionava bem estar total. Fosse o seriado atual, imaginem só o que mais faria Jeannie? Naquela época, anos 60, no seriado mostravam claramente que ela dormia dentro da garrafa e ele dormia sozinho, bem fechado em seu quarto. Quanto puritanismo, ainda bem que o tempo tem um lado bom: ele passa e modifica a mentalidade, varre pra longe a hipocrisia.
Não dormi dentro de uma garrafa esta noite. Dormi de conchinha, abraçada ao quentinho Divo Latívio. Cansada, um tanto acelerada pelo tal do stress, estresse, sei lá. O chá de camomila eu bebi. As olheiras estão melhores hoje, mas os ossos ainda reclamam, um tanto doloridos. Foi dada a largada para quarta-feira! Que o tempo passe, mas que dê tempo para completar a maratona do novo dia. E eis aqui o pãozinho saindo do forno, outro texto pra você!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui o seu comentário!