É proibida a reprodução não autorizada dos textos deste blog, de acordo com a Lei nº9.610, de 19 de fevereiro de 1998, que regula os direitos autorais.

Apresentação

Este blog nasceu no blog Janela das Loucas, onde assinava "Diva Latívia". Ali permaneci durante muito tempo, como autora principal das crônicas do blog. Redescobri que escrever é vital pra mim, guiada e editada por Abílio Manoel, cantor, compositor, cineasta e meu querido amigo. O Janela das Loucas não existe mais, Abílio foi embora pro Céu. Escrevo porque tenho esse dom divino, mas devo ao Abílio este blog, devo ao Abílio a saudade que me acompanha diariamente. Fiz e faço deste blog uma homenagem a aquele que se tornou meu irmão, de alma e coração. Aqui o tema é variado: cotidiano, relacionamentos e comportamento, em prosa e versos.







15 de jun de 2011

NELSON JOÃO MONTAGNA


Amigos deveriam ser imortais.
Quando escrevi essa frase suspirei fundo. Acabo de voltar de um velório. O Nelson João Montagna faleceu. Ah, leitor, ah, leitora. Você, possivelmente, não conheceu essa figurinha. Foi mais que amigo, de coração ele foi o meu pai.
Uma estrelinha a mais está brilhando no céu. Justamente hoje, a noite em que a lua resolveu ficar justaposta ao sol e à Terra. Houve um eclipse lunar.
Nelson foi mais que amigo, era conselheiro, era a palavra certa na hora exata. Amigo de minha mãe, meu amigo. Um pai, que despediu-se em uma breve conversa ao telefone dizendo que, se pudesse, teria sido meu pai nesta vida, tal o carinho que tinha por mim.
Pensei palavras bonitas para gravar o momento. As palavras fugiram, sobraram lágrimas.
Estou ainda mais órfã! Meu amor, meu amigão, meu pai, que Deus o tenha no mais lindo lugar do Céu. Te amo e sempre te amarei. Você está aqui no meu coração, lugar onde sempre o conservarei.
A vida, aqui nesta existência, é curtíssima. Passa depressa! Somos seres frágeis, voando leve, passando breve. O que seria de nós, não fosse o amor, não fosse o afeto que nos liga uns aos outros? Tive o privilégio de ter essa linda criatura em minha estrada.
Nelson, onde você estiver, que Deus o tenha no mais belo lugar do Paraíso. Fica aqui a minha saudade, o meu amor e o meu agradecimento: pai, obrigada!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui o seu comentário!