É proibida a reprodução não autorizada dos textos deste blog, de acordo com a Lei nº9.610, de 19 de fevereiro de 1998, que regula os direitos autorais.

Apresentação

Este blog nasceu no blog Janela das Loucas, onde assinava "Diva Latívia". Ali permaneci durante muito tempo, como autora principal das crônicas do blog. Redescobri que escrever é vital pra mim, guiada e editada por Abílio Manoel, cantor, compositor, cineasta e meu querido amigo. O Janela das Loucas não existe mais, Abílio foi embora pro Céu. Escrevo porque tenho esse dom divino, mas devo ao Abílio este blog, devo ao Abílio a saudade que me acompanha diariamente. Fiz e faço deste blog uma homenagem a aquele que se tornou meu irmão, de alma e coração. Aqui o tema é variado: cotidiano, relacionamentos e comportamento, em prosa e versos.







24 de set de 2011

É HORA DE BRINCAR!


Até parece que ainda é criança! Não sei contabilizar quantas muitas vezes escutei e ainda escuto isso. Gosto de videogame, de desenhos animados, histórias em quadrinhos, contos de fadas e lamento não ter conservado nenhuma das minhas bonecas Barbie. Há muitos anos, quando meu filho ainda era criança, tive a felicidade de ir à Disney World. A emoção ainda guardo comigo, quase enlouqueci de felicidade quando vi à distância o castelo da Cinderela. O Magic Kingdom, se eu pudesse teria congelado o tempo naquele instante. Pra sempre meu garoto teria apenas nove anos e eu, no máximo, sete ou oito. As fotos, que revejo de vez em quando, me levam de volta ao lugar. Se puder, voltarei lá, pra experimentar a mesma emoção, ainda que desta vez seja acompanhada dos meus futuros netinhos.
Lamento muito que o canal da TV a cabo, Boomerang, tenha mudado a programação dos desenhos animados. A felicidade incomparável de voltar a assistir aos antigos desenhos de Zé Colmeia, o Leão da Montanha, Plic e Ploc e Chuvisco, Bibo Pai e Bob Filho. I see you later Wally Gator! Muita comida já queimou na panela, muito celular tocou sem que eu o atendesse. Tudo em prol da minha distraída viagem ao passado.
Um dia desses entrei em uma loja de brinquedos. Não precisava comprar nada, eu só queria brincar. A sessão de bonecas, pensei seriamente em comprar uma pra mim. E quem teria que saber, não é mesmo? Santa terapia, ao invés de me estressar com o noticiário da TV, brincaria de casinha, eu seria a mamãe, Divo seria o papai. Loucos, talvez, mas o nosso único temor seria a bruxa malvada, ou algum bicho papão escondido por aí. Isso me faz lembrar um dos meus irmãos, o Zeca. Assustado aos cinco, seis anos de idade, revelou a causa dos seus medos : sei que monstros não existem, mas tem um monstro debaixo da minha cama! Ah, quem nos dera os monstros não fossem substituídos jamais. Aqueles monstros debaixo da cama deram lugar a outros monstrinhos, esses de carne e osso.
Por que tivemos que crescer? Certo estava Peter Pan, que viveu feliz pra sempre na Terra do Nunca, garoto eternamente. E eu, com meu complexo de Wendy, brinquei por um período incalculável com os personagens dos Muppets, em um doodle do Google, em homenagem ao criador desses incríveis bichinhos, Jim Henson. Vale a pena conferir, os personagens se movem, de acordo com o clic do mouse. Está lá nesta data, quando Jim celebraria 75 anos de vida. É hora de brincar, é hora de sorrir. Ser criança independe da idade, isso é estado de alma. Não quero crescer, eu me recuso a ser mais adulta do que revela o meu RG!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui o seu comentário!