É proibida a reprodução não autorizada dos textos deste blog, de acordo com a Lei nº9.610, de 19 de fevereiro de 1998, que regula os direitos autorais.

Apresentação

Este blog nasceu no blog Janela das Loucas, onde assinava "Diva Latívia". Ali permaneci durante muito tempo, como autora principal das crônicas do blog. Redescobri que escrever é vital pra mim, guiada e editada por Abílio Manoel, cantor, compositor, cineasta e meu querido amigo. O Janela das Loucas não existe mais, Abílio foi embora pro Céu. Escrevo porque tenho esse dom divino, mas devo ao Abílio este blog, devo ao Abílio a saudade que me acompanha diariamente. Fiz e faço deste blog uma homenagem a aquele que se tornou meu irmão, de alma e coração. Aqui o tema é variado: cotidiano, relacionamentos e comportamento, em prosa e versos.







27 de set de 2011

IDEIAS DE UMA CENTOPEIA


Falta pouco pra que Divo e eu mudemos pra nossa nova casa. Olho ao redor, não sei dizer por onde começar. Muitos livros, muitos discos. Sim, discos de vinil, aquelas bolachonas antigas. Muita roupa, caixas, enfeites, fotos antigas, coisas que outrora guardava na minha casa. O novo espaço é moderno, confortável, mas é um apartamento. Apartamentos costumam ser compactos. Impossível fazer com que tudo aquilo o que temos em duplicidade caiba naqueles metros quadrados. Dois jogos de panelas, dois aparelhos de jantar, sei lá quantos cobertores e edredons, uma infinidade de copos e taças. Ah os meus sapatos. Toda vez que passo em frente a uma vitrine não resisto. Aliás, já me rendi à internet. Acho bonito, compro mesmo! Não contem pro Divo, mas já contabilizei os meus pares de calçados: 102. Não, vocês não leram errado. Tenho cento e dois pares de sapatos. Sandálias, botas, rasteirinhas, scarpins, tênis, pantufinhas, chinelinhos. Doei alguns, por isso esse resultado final. Antes, passava de 150. Deverão restar não mais que 30, ou terei que deixá-los em lugares inusitados, tais como debaixo da cama, por exemplo. Como dizia minha mãe, essa mania de colecionar sapatos é coisa de centopeia.
E eis que veio a ideia de adotarmos um filhote. Não, nada de criança! Isso está fora de questão, chegamos à idade de termos netinhos, ainda bem! Pensamos em um cachorrinho. Minha sugestão é que seja uma cadelinha. O nome ainda não escolhi, mas penso em algo do tipo Chiquinha Latívia. Espero que ela não roa os meus poucos sapatos que restarão. Será que ela, feito eu, vai apreciar um scarpin de bico fino? É... Pensando bem, vou logo providenciar um armário com uma boa tranca, pra evitar esse tipo de desgosto. Pra vocês verem que filhos dão trabalho mesmo antes de chegar. Chiquinha não é exceção!
Mudanças. Sempre bem-vindas, desde que para o bem. E lá vamos nós em breve. Novo cantinho, novas histórias. Disso virão muitos textos, mais personagens e novo ânimo desta blogueira que hoje precisava de umas férias. Férias? Ando pasma com esses sites de compras coletivas. Viagem pra NY, Cancun, Buenos Aires, tudo a preço de ... banana? E eu, que comprei bolsa Guess por um terço do preço de mercado, só me arrependi quando lembrei que tenho umas 40 bolsas e que terei que me desfazer de mais da metade. A Guess fica!
Diva deveria abrir um brechó: “Estilo de Diva”. De chapéu a colar, de luvas a lenços. E não é que isso é mesmo uma ótima ideia? Jeito bom de me livrar de mais da metade do meu acervo.
Termino o texto cheia de ideias, que bem cabem na metade do espaço. Boas ideias!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui o seu comentário!