É proibida a reprodução não autorizada dos textos deste blog, de acordo com a Lei nº9.610, de 19 de fevereiro de 1998, que regula os direitos autorais.

Apresentação

Este blog nasceu no blog Janela das Loucas, onde assinava "Diva Latívia". Ali permaneci durante muito tempo, como autora principal das crônicas do blog. Redescobri que escrever é vital pra mim, guiada e editada por Abílio Manoel, cantor, compositor, cineasta e meu querido amigo. O Janela das Loucas não existe mais, Abílio foi embora pro Céu. Escrevo porque tenho esse dom divino, mas devo ao Abílio este blog, devo ao Abílio a saudade que me acompanha diariamente. Fiz e faço deste blog uma homenagem a aquele que se tornou meu irmão, de alma e coração. Aqui o tema é variado: cotidiano, relacionamentos e comportamento, em prosa e versos.







29 de set de 2011

OLHA A GREVE AÍ, GENTE!


Se a moda pegar, do jeito que a tecnologia está avançada, qualquer dia desses o correio eletrônico também acordará fazendo greve. Nada de e-mails, até as reivindicações cibernéticas serem atendidas.
Há semanas não recebo uma única correspondência. Boletos bancários, entre outras missivas importantes, estão acumuladas, represadas, aguardando o final da greve dos Correios e a chegada do carteiro. Enquanto isso, o meu calvário é similar ao de outros tantos cidadãos brasileiros: preciso telefonar para os diversos prestadores de serviços para obter o código de barras da fatura que não recebi.
Há aqueles que reclamam ter recebido conta de luz, água, gás com atraso. Eu sequer as recebi. Resta saber quem vai arcar com tamanho prejuízo. Nada contra o exercício do direito de greve dos trabalhadores, mas prejudicar a população, isso é gravíssimo e imperdoável. Pagamos altos impostos, merecemos serviços bem prestados, eficientes, céleres. Quero pagar as minhas contas em dia!
Um dia, param os funcionários dos Correios. No outro dia, os bancários resolvem fazer greve e as agências dos bancos permanecem fechadas. Professores da rede pública de ensino fazem greve, nada de aulas. Os metroviários decidem paralisar seus trabalhos, esqueçam esse meio de transporte, idem os ônibus. E pra piorar, a saúde pública que, quando funciona é caótica, volta e meia também faz suas greves. Isso é, literalmente, de matar!
Melhores salários, melhores condições de trabalho. É justo. Injusto é ter que ir até à região da Avenida Paulista, no meu horário de almoço, em plena quinta-feira, dia de muito trabalho, para buscar no convênio médico o meu boleto de pagamento e ir pagá-lo em algum caixa eletrônico, torcendo pra que ainda funcione, afinal os bancários decidiram fazer greve. Isso sim, algo muito injusto. Enquanto isso, onde estarão os grevistas? Onde? Creio, não estão sem almoçar.
Fico indignada, um país sério é feito de gente séria, de cidadãos dispostos a oferecer seu trabalho em prol da comunidade. Não apenas visando salário, afinal somos trabalhadores e não mercenários. A finalidade é o bem comum. Que raio de comunidade é a nossa, na qual cada um pensa somente em si e que se danem os demais? Que raio de sociedade é esta?
Faço votos que os nobres trabalhadores dos Correios voltem logo ao trabalho, idem os nobres trabalhadores dos bancos. Que a entrega das correspondências, apesar do prejuízo causado à população, seja em breve normalizada. Que, daqui em diante, o trabalhador seja valorizado pelo serviço que presta, sem precisar parar de trabalhar para ter um reajuste salarial. Pura utopia, sei disso, vivemos em um mundo no qual o dinheiro é mais valorizado que o respeito ao próximo e a cidadania. Quem paga o pato sou eu, é você que leu meu texto. Pato caro, difícil de engolir.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui o seu comentário!