É proibida a reprodução não autorizada dos textos deste blog, de acordo com a Lei nº9.610, de 19 de fevereiro de 1998, que regula os direitos autorais.

Apresentação

Este blog nasceu no blog Janela das Loucas, onde assinava "Diva Latívia". Ali permaneci durante muito tempo, como autora principal das crônicas do blog. Redescobri que escrever é vital pra mim, guiada e editada por Abílio Manoel, cantor, compositor, cineasta e meu querido amigo. O Janela das Loucas não existe mais, Abílio foi embora pro Céu. Escrevo porque tenho esse dom divino, mas devo ao Abílio este blog, devo ao Abílio a saudade que me acompanha diariamente. Fiz e faço deste blog uma homenagem a aquele que se tornou meu irmão, de alma e coração. Aqui o tema é variado: cotidiano, relacionamentos e comportamento, em prosa e versos.







17 de nov de 2011

FELIZ ANIVERSÁRIO!


Aniversário de Divo e eu sem a menor inspiração há vários dias. Vim caminhando entre o trabalho e minha casa. A pé e pensando nisso. Escrever depende da minha alma, que anda meio jururu nas últimas semanas.
Estava embebida em lembranças e preocupações muitas, um passo e outro totalmente distraída, quando tocou meu celular. Era o Divo. O projeto de decoração do novo apartamento estava pronto, a decoradora mandou as imagens pro meu e-mail. Apressei meus passos, ansiosa para logo ver como tudo ficaria arrumado! A internet não colaborou, estava lenta. Preparei um café, voltei pra sala. Aos pouquinhos o e-mail abriu e pude ver a sala de estar e a sala de jantar. E imaginei nós todos sentados à mesa. Amigos e parentes. Rindo e celebrando a vida. Uma confraternização com laços fortes do mais autêntico afeto.
Não sei ainda como farei para guardar toda a louça antiga que herdei de minha mãe. Não sei como farei para guardar sequer a quantidade enorme de roupas e sapatos que possuo. E isso, realmente, não importa. O mais importante é que, sem muito esforço, o rio da vida trouxe Divo pra mim. E eu, que tanto sonhava com uma vida a dois, tenho um par que encaixa certinho no meu dia-a-dia.
Que seja assim, bonito assim, até o fim, pra você e pra mim. Mais que amigos, mais que cúmplices. Um dueto que cabe em um sonho que virou realidade. Que a gente saiba conduzir essa nave espacial que chamam de “amor”. Que sejamos felizes, sem muita complicação e com muito respeito.
É aniversário de Divo. O presente que ele ganhou, até eu gostaria de ganhar, mas há um prazer imenso em presentear quem a gente ama. Comprei pra ele um desses toca-discos estilo retrô. Bonito, charmoso. Para ouvirmos os quase duzentos discos de vinil, ou LPs, que temos em comum. Lá em nossa nova casa.
E tudo o que parecia impossível, aconteceu. E tudo o que jamais imaginaríamos mudou completamente nossas vidas. A gente se conheceu na contramão de nossas histórias e, quem diria, a gente floresceu. Uma nova etapa, em um novo cenário, tudo isso começa com essa nossa vontade de sermos felizes e compartilharmos essa nossa felicidade.
Divo, querido, parabéns pelo seu aniversário! Ao som de todas as músicas que nos acompanham desde a juventude e, especialmente, ao som do tilintar das herdadas taças de cristal em nosso brinde. Saúde, Divo! Saúde para termos vida no tempo que nos espera. Saúde pra você, pra mim e pra quem leu este texto.

2 comentários:

Anônimo disse...

Diva, tenho notado nos ultimos textos que anda 'jururu',como bem falou.Nem parece que está prestes a começar uma nova vida com um amor.Já vi vc mto mais animada querida.Anda por demais nostágica!Torço por vc!
Bjs

Tininha

Cláudia disse...

Tininha,
Obrigada pelo comentário e pela força! Ah, o Divo é alguém maravilhoso. Não fosse esse Amor tão bonito, seria ainda mais difícil o momento atual. A vida tem altos e baixos, mas com fé em Deus logo terei motivos de sobra pra sair desta fase de nostalgia.
Beijo

Postar um comentário

Deixe aqui o seu comentário!