É proibida a reprodução não autorizada dos textos deste blog, de acordo com a Lei nº9.610, de 19 de fevereiro de 1998, que regula os direitos autorais.

Apresentação

Este blog nasceu no blog Janela das Loucas, onde assinava "Diva Latívia". Ali permaneci durante muito tempo, como autora principal das crônicas do blog. Redescobri que escrever é vital pra mim, guiada e editada por Abílio Manoel, cantor, compositor, cineasta e meu querido amigo. O Janela das Loucas não existe mais, Abílio foi embora pro Céu. Escrevo porque tenho esse dom divino, mas devo ao Abílio este blog, devo ao Abílio a saudade que me acompanha diariamente. Fiz e faço deste blog uma homenagem a aquele que se tornou meu irmão, de alma e coração. Aqui o tema é variado: cotidiano, relacionamentos e comportamento, em prosa e versos.







5 de nov de 2011

NÓ NO CORAÇÃO


Deu claustrofobia nela. Olhou pela janela, lá fora um final de tarde lindo na cidade de São Paulo. Observou as nuvens espalhadinhas no céu, feito fiapinhos. O azul escondidinho por detrás daquele algodão doce, parecia brincar de esconde-esconde.  Passou um avião barulhento.  Uma criança riu feliz em alguma casa vizinha. Um cão latiu.
 Pôs-se a imaginar a felicidade alheia. O televisor ligado, estava desatenta à programação. Suspirou resignada. Quando tinha sido feliz? Lembrou do calor da areia sob seus pés, o mar morninho tocando seus tornozelos. O sorriso de seu filho ainda pequeno. O abraço caloroso de sua mãe. O sabor do bolo de aniversário recheado com doce de leite e ameixas pretas. O aroma dos livros na biblioteca de seu avô. A brincadeira com os irmãos no jardim de casa. O sabor do primeiro beijo. Aterrissou no brinde feliz do último revéillon. 
Encostou o nariz na vidraça da sala. Lá fora parecia ser mais feliz que dentro de casa. O passado mais feliz que o presente. Sentou-se na frente do computador e escreveu. Publicou no blog, feito prece. Uma oração ou um apelo. Murmurou tão baixinho que só seu coração ouviu: e agora, o que será de mim?

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui o seu comentário!