É proibida a reprodução não autorizada dos textos deste blog, de acordo com a Lei nº9.610, de 19 de fevereiro de 1998, que regula os direitos autorais.

Apresentação

Este blog nasceu no blog Janela das Loucas, onde assinava "Diva Latívia". Ali permaneci durante muito tempo, como autora principal das crônicas do blog. Redescobri que escrever é vital pra mim, guiada e editada por Abílio Manoel, cantor, compositor, cineasta e meu querido amigo. O Janela das Loucas não existe mais, Abílio foi embora pro Céu. Escrevo porque tenho esse dom divino, mas devo ao Abílio este blog, devo ao Abílio a saudade que me acompanha diariamente. Fiz e faço deste blog uma homenagem a aquele que se tornou meu irmão, de alma e coração. Aqui o tema é variado: cotidiano, relacionamentos e comportamento, em prosa e versos.







10 de fev de 2012

LUA CHEIA, REDONDINHA!


Fotografei a lua na noite de quinta-feira. Vista da janela do meu quarto ela pareceu me chamar. Busquei a câmera fotográfica, cliquei uma, duas, três vezes. Redondinha, ela fez pose pra mim. Lua cheia, que transborda a maré e mexe com o juízo da gente. A lua cheia afina o meu humor, atiça minhas emoções.
Nuvens esfiapadas atravessaram sua frente e ganharam um tom prateado. Lembrei da canção, Blue Moon. Lua de mel, lua de papel, lua dos apaixonados, dos astronautas, dos poetas e dos loucos. Minha lua, com suas fases.
Daqui da Terra, iluminada, expõe sua devoção ao santo, tatuou na pele São Jorge e o dragão. As estórias infantis enluaradas, o ratinho que a levou embora, sonhando que fosse um queijo. Deliciosa confusão!
Lua tão distante, que em apenas um instante prendeu meu olhar no firmamento. Viagem sem foguete, rumo ao espaço sideral. Lua que me fez dar voltas e esquecer de mim!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui o seu comentário!