É proibida a reprodução não autorizada dos textos deste blog, de acordo com a Lei nº9.610, de 19 de fevereiro de 1998, que regula os direitos autorais.

Apresentação

Este blog nasceu no blog Janela das Loucas, onde assinava "Diva Latívia". Ali permaneci durante muito tempo, como autora principal das crônicas do blog. Redescobri que escrever é vital pra mim, guiada e editada por Abílio Manoel, cantor, compositor, cineasta e meu querido amigo. O Janela das Loucas não existe mais, Abílio foi embora pro Céu. Escrevo porque tenho esse dom divino, mas devo ao Abílio este blog, devo ao Abílio a saudade que me acompanha diariamente. Fiz e faço deste blog uma homenagem a aquele que se tornou meu irmão, de alma e coração. Aqui o tema é variado: cotidiano, relacionamentos e comportamento, em prosa e versos.







19 de mar de 2012

QUEBRANDO SEM BOTAR


Ela não conseguia dizer coisa com coisa. Repetia sucessivamente:
- Foi aquela coisa de café “ impresso”!
Desde que contratei Josilaine para ser faxineira, isso durante as férias de minha assistente do lar, Zezé, eu já tinha perdido as contas do que ela havia quebrado, derrubado, lascado e desgraçado em meu novo apartamento. Assim que telefonei pra casa e ela mencionou a cafeteira italiana, que comprei há poucos dias, logo entendi: Josilaine tinha feito mal à cafeteira.
Tudo começou há duas semanas, quando Zezé viajou para sua cidade, que fica pra lá da Serra do Tereré. Sem tempo, nem paciência para limpar a casa, contratei a temporária Josilaine, que deveria limpar a casa e passar as roupas. No primeiro dia ela conseguiu explodir o ferro de passar roupas. Digo explodir, porque não sobrou nada do aparelho, senão pedaços que voaram desde a área de serviço até a sala. Ela não soube explicar o que aconteceu.
Dias depois, ela deixou cair pela janela da cozinha uma panela daquela grife caríssima, que eu tinha comprado há menos de um mês. Disse que lavou a panela e a deixou tomando um arzinho. Infelicidade, a panela caiu do 16º andar, já que não tem asas para voar, caiu em cima do toldo da entrada do prédio. Outro estouro, esse custou uma multa do condomínio.
Não bastasse tudo isso, Josilaine conseguiu acabar com o sinal de TV a cabo e internet do apartamento. Foi preciso chamar a empresa, que depois de duas horas de conserto descobriu que alguém ( adivinhe quem?) tinha deixado cair algo parecido com farinha de mandioca sobre o modem da internet e a caixinha da TV a cabo. Enfim, parecia obra de algum saci.
Eu já estava disposta a assumir a limpeza, o cesto imenso de roupas pra passar, e dispensar a Josilaine. Justamente hoje ela ligou a cafeteira sem colocar água no aparelho. Ligou e foi conversar com a faxineira da vizinha. O apartamento ficou cheio de fumaça, o alarme de incêndio do prédio foi acionado. E eu fiquei sem a cafeteira, sem a paciência e, finalmente, sem a faxineira. Coisa de café impresso. Era só o que me faltava!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui o seu comentário!