É proibida a reprodução não autorizada dos textos deste blog, de acordo com a Lei nº9.610, de 19 de fevereiro de 1998, que regula os direitos autorais.

Apresentação

Este blog nasceu no blog Janela das Loucas, onde assinava "Diva Latívia". Ali permaneci durante muito tempo, como autora principal das crônicas do blog. Redescobri que escrever é vital pra mim, guiada e editada por Abílio Manoel, cantor, compositor, cineasta e meu querido amigo. O Janela das Loucas não existe mais, Abílio foi embora pro Céu. Escrevo porque tenho esse dom divino, mas devo ao Abílio este blog, devo ao Abílio a saudade que me acompanha diariamente. Fiz e faço deste blog uma homenagem a aquele que se tornou meu irmão, de alma e coração. Aqui o tema é variado: cotidiano, relacionamentos e comportamento, em prosa e versos.







23 de mar de 2012

DE SÃO PAULO A MOUNTAIN VIEW ( aos leitores do meu blog)


Meu vício? Escrever. Já passei apuro, sem caneta ou papel, sem computador, sem eira e nem beira. O jeito foi improvisar: batom e guardanapo de papel; lápis de olhos e embalagem de padaria. Já escrevi no espelho do banheiro, com a ajuda do vapor. Frases curtas, do tamanho do momento. Já escrevi palavras no ar, meio maluca a gesticular. Fiz versos caminhando no parque e, pra não esquecê-los, gravei-os no celular. Já aproveitei uma caixa de papelão e restos de tinta de parede pra escrever e ri, com as mãos lambuzadas em tom pastel. Já escrevi no verso do extrato bancário um desabafo, um manifesto indignado, eu precisava extravasar sentimentos, enquanto a fila se fazia longamente.
Alguém pode emprestar uma caneta? Minha caligrafia, minha velha conhecida. Ainda rabisco letrinhas, no dedo um sofrido calinho. O computador, que não tem férias, é meu moderno arquivo de anotações. Um pedacinho de história aqui, outro pedacinho de história ali. Mexo, remexo, reviro e pronto! Um novo texto, mas neste texto falo disto aqui: o mundo que cabe em um blog. Escrevo sem fim, de mim, em mim, pra mim e chega aí, não sei onde, em quem, alguém.
Vejo as cidades que acessam o blog, há um mapa que aponta em azul em qual ponto do mundo está o leitor. Quem é você de Mountain View? Escolhi esse pontinho, apenas um exemplo, essa cidade americana que diariamente se ilumina no mapa do blog. Meus leitores, alguns jamais vi de perto, outros me conhecem pessoalmente. E o mundo parece tão pequeno nesse mapa, com pontinhos que cintilam ininterruptamente. Um texto chega após o outro, as ideias são muitas, a vida inspira todas as histórias. E eu, aqui em São Paulo, sigo os dias emendando letrinhas, formando palavras, sem ponto final. Escrever faz parte do meu infinito. Aqui, aí, isso é coisa da alma.
Diva Latívia, tão curiosa! Termino o texto torcendo pra que o leitor, ou leitora, de Mountain View se comunique, se identifique. A isso arrisco-me! Um desafio! Disso virá outra história, provavelmente. Tinta de caneta esferográfica corre em minhas veias, meus dedos serpenteiam o teclado do computador. De novo, outra vez, escrevi!

Este texto, originalmente, foi escrito na capa de uma revista, com uma caneta Bic, em uma viagem de metrô. Assim que cheguei em casa, publiquei no blog. É meu jeito de dizer que estou aqui, plantando sonhos e colhendo vida.

2 comentários:

Linda Lacerda disse...

Esse suposto leitor de Montain Wiew, vive em blogs mil nanet..ate poema já fizeram pra ele...o meu blog de poesias ele não visita,mas o de noticias e variedades, vive online...Se vc digitar isso no seu navegador, vai ver.Agora que sei que a google tem sede em Montain Wiew, tenho quase certeza de que se trata de um robô.tem horrores de blogueiros na net hoemnagenado o tal leitor robô...

Cláudia Cavalcanti disse...

Olá, Linda.

Entendo, mas no meu caso não é um robô,um amigo reside em Mountain View e eu fiz o texto brincando com ele, mas deixa pra lá.
Interessante isso o que você contou aqui, então existe acesso do Google aos blogs partindo dessa cidade?
Obrigada pelo comentário!

Postar um comentário

Deixe aqui o seu comentário!