É proibida a reprodução não autorizada dos textos deste blog, de acordo com a Lei nº9.610, de 19 de fevereiro de 1998, que regula os direitos autorais.

Apresentação

Este blog nasceu no blog Janela das Loucas, onde assinava "Diva Latívia". Ali permaneci durante muito tempo, como autora principal das crônicas do blog. Redescobri que escrever é vital pra mim, guiada e editada por Abílio Manoel, cantor, compositor, cineasta e meu querido amigo. O Janela das Loucas não existe mais, Abílio foi embora pro Céu. Escrevo porque tenho esse dom divino, mas devo ao Abílio este blog, devo ao Abílio a saudade que me acompanha diariamente. Fiz e faço deste blog uma homenagem a aquele que se tornou meu irmão, de alma e coração. Aqui o tema é variado: cotidiano, relacionamentos e comportamento, em prosa e versos.







20 de abr de 2012

SONHO SONHADO


“Dizem que quando você não consegue dormir é porque você está acordado no sonho de alguém”. A frase, que compartilhei com os contatos do Facebook, foi curtida, comentada e me pôs a refletir.
Sonhar sonhos bons adormecido, ou sonhar acordado. Tirar o sono de alguém que está longe fisicamente, quem sabe alguém idealizado, ou alguém que está adormecido no adeus proferido no passado. Sonhos, às vezes, desrespeitam todas as regras do bom senso, as normas sociais, as leis humanas e universais. Neles voamos, respiramos debaixo d´água, voltamos à infância, viajamos pelo mundo sem precisar de passaporte.  Sonhos ou delírios? Sonhar de olhos abertos com o amor desejado, com o amor desfeito. Sonhar e suspirar, resignado, ou inconformado. Em pensamento sonhamos acordados, lembrando e imaginando, voando alto, muito alto.Nos sonhos o amor sempre é possível.
A energia do pensamento parece ser, de todas as forças energéticas, a mais forte que o ser humano pode experimentar. O pensamento tanto cria, tanto molda a projeção da realidade, que  o sonho  pode se tornar realidade. Água mole em pedra dura, bater na mesma tecla. Teimar com a vida, às vezes, modifica totalmente o rumo dos acontecimentos. Sonhos podem, até mesmo, trazer o amor de volta.
Alguém  fica acordado porque foi personagem de um sonho. Acordado porque entrou, ou saiu da vida de alguém. Acordado pela paixão alheia, ou pela paixão que brotou dentro de si, mas não é correspondida. Acordado pelas palavras que foram ditas, ou caladas. Insone, atribulado com o porvir.
Um sonho que abraçou o coração de alguém e o fez pensar, recordar, reviver o sentimento partido, deixado, talvez esquecido durante a vigília. Ideal amoroso satisfeito em pensamento, carinho no coração feito prêmio de consolação. Sentido real e inexplicável, tudo tão verdadeiro! No sonho o passado se torna presente, o futuro chega depressa, sem barreiras, nos tons escolhidos, no cenário ideal. Laços se refazem, se forma de novo a ciranda dos personagens. Aromas, calor, luminosidade, tudo de volta, tudo perfeito, do jeito que poderia ser de novo, talvez, outra vez. Sonho repousante e sonho da imaginação. Quem adormece pode sonhar, mas sonho profundo pra valer é o sonho do sonhador, aquele que, mesmo enquanto desperto, se põe a sonhar.
Somos feitos de sonhos. Sonhos sonhados no sonho de alguém. Sonhos que sonhamos também. Sonhar desperta o coração da gente e pode ser a semente: quem sonha acordado atrai pra si aquilo o que sonhou.
Sonhemos, então. Sonhemos que o amor é eterno, que a distância não existe. Sonhemos com o mais doce e sutil final feliz. Sem culpa, sem lógica, sem explicações. Porque sonhar alimenta a alma. Sonhar, às vezes, nos faz acordar e despertar outro alguém. Sonhe muito, sonhe sempre, acordado ou adormecido. E, se você perder o sono, saiba: você foi sonhado no sonho de outro alguém.

6 comentários:

TECENDO PENSAMENTOS disse...

UM TEXTO BELO E MUITO CRIATIVO, PARABÉNS PALA A BELA CRÔNICA, UM ABRAÇÃO.

Cláudia disse...

Muito obrigada pelo comentário e pelo carinho de suas palavras!
Um abraço!

Isis Liberato disse...

Lindo....lindo...lindo..
Beijos

Cláudia disse...

Sonhos são as asas que nos fazem voar! Voe muito, sonhe sempre!
Beijo

Unknown disse...

Olá, princesinha de São Paulo... Faz tempo que não falamos... Mas sempre vou lendo o que escreves... E reparei que estás ausente... Está tudo bem? Precisas de alguma coisa? Beijinho da Europa...

Cláudia Cavalcanti disse...

Olá, Príncipe de Setúbal!
Há quanto tempo, Victor!
Por aqui tudo bem, porém o tempo é escasso, mais e mais. A inspiração falha, depois de três anos a jorrar sem parar.
Saudade, muita!!! Eu o adicionei no Facebook! :-(

Beijos verde e amarelos,

Cláudia

Postar um comentário

Deixe aqui o seu comentário!