É proibida a reprodução não autorizada dos textos deste blog, de acordo com a Lei nº9.610, de 19 de fevereiro de 1998, que regula os direitos autorais.

Apresentação

Este blog nasceu no blog Janela das Loucas, onde assinava "Diva Latívia". Ali permaneci durante muito tempo, como autora principal das crônicas do blog. Redescobri que escrever é vital pra mim, guiada e editada por Abílio Manoel, cantor, compositor, cineasta e meu querido amigo. O Janela das Loucas não existe mais, Abílio foi embora pro Céu. Escrevo porque tenho esse dom divino, mas devo ao Abílio este blog, devo ao Abílio a saudade que me acompanha diariamente. Fiz e faço deste blog uma homenagem a aquele que se tornou meu irmão, de alma e coração. Aqui o tema é variado: cotidiano, relacionamentos e comportamento, em prosa e versos.







13 de mai de 2012

À MINHA MÃE

Hoje, Dia das Mães.
Amanheci admirando as flores que recebi do meu filho. Sentei-me em uma cadeira da sala de jantar, toquei as pétalas das rosas vermelhas miudinhas, delicadas. Meus olhos tentaram permanecer aqui, neste plano, mas meu coração viajou pra muito longe daqui.
Saudade é o mais complexo de todos os sentimentos. Saudade de alguém que partiu pro infinito é a mais triste de todas as sensações que já provei nesta existência.Saudade de minha Mami, com quem eu celebrava este domingo, todos os anos. Saudade daquela que me conhecia tão bem, de quem eu não conseguia ocultar absolutamente nada. De seu abraço protetor, indulgente, quente. A sensação de desamparo me fez chorar. Orfandade.Mães deveriam ser eternas. Ora, o que estou dizendo? Mães são eternas!
Mami, querida, segue aqui mais uma homenagem. Este dia, apenas uma data. Outra data que celebro sem sua presença física, mas com a certeza que um dia, um lindo dia, de novo estaremos juntas e celebrando a vida. Eternamente. Saudade!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui o seu comentário!