É proibida a reprodução não autorizada dos textos deste blog, de acordo com a Lei nº9.610, de 19 de fevereiro de 1998, que regula os direitos autorais.

Apresentação

Este blog nasceu no blog Janela das Loucas, onde assinava "Diva Latívia". Ali permaneci durante muito tempo, como autora principal das crônicas do blog. Redescobri que escrever é vital pra mim, guiada e editada por Abílio Manoel, cantor, compositor, cineasta e meu querido amigo. O Janela das Loucas não existe mais, Abílio foi embora pro Céu. Escrevo porque tenho esse dom divino, mas devo ao Abílio este blog, devo ao Abílio a saudade que me acompanha diariamente. Fiz e faço deste blog uma homenagem a aquele que se tornou meu irmão, de alma e coração. Aqui o tema é variado: cotidiano, relacionamentos e comportamento, em prosa e versos.







8 de jun de 2013

VOCÊ COISOU O MEU CORAÇÃO

A frase do dia, aquela que não quer se calar, li no Facebook: VOCÊ COISOU O MEU CORAÇÃO. Um compartilhamento ocasional.
Coisar, verbo transitivo, que na linguagem informal do povo brasileiro ( o mal falado português) significa tudo aquilo o que queremos dizer, mas não sabemos expressar em palavras. Você coisou o meu coração. Coisou? Conquistou, derreteu, arrebatou, atropelou, alegrou. Pode ser algo menos feliz: quebrou, abandonou, arrebentou, partiu, feriu. Porém, estamos próximos daquela data boa de ser celebrada a dois, à luz de velas, embalados por música romântica e ao sabor de vinho, ou qualquer coisa assim. Vem aí o dia dos namorados.
Namorar, também verbo transitivo, combina com coisar. Quem namora quedou-se coisado, definitivamente. Apaixonar-se é, literalmente, coisar-se. Quem se coisa não tem remédio, senão cair nos braços daquela coisa, objeto de sua paixão: o ser amado.
Coisa boa que é estar coisado, isso torna a vida uma coisa muito mais leve, gostosa, coisa boa de ser vivida. No dia dos namorados, os amantes, os românticos, os coisados apaixonados celebram a data entre beijinhos, carinho, momentos doces e bons de viver.

Para arrematar, eu deixo aqui escrita a seguinte coisa: “Você coisou o meu coração e este texto eu escrevi pra você. Que coisa!

2 comentários:

Srª Ribeiro disse...

kkkk boa, adoro essa expressão, e uso ela pra exprimir assim quando eu tô coisada, querendo uma coisa que eu nunca sei que coisa coisada é essa. Adorei!
Sumi, reapareci, e to mais coisada do que eu já era!
bjo, minha diva!

Cláudia Cavalcanti disse...

Glenda,

Há quanto tempo!!! Você, realmente, sumiu! Fico feliz que tenha voltado e espero que continue coisada e não suma novamente!
Obrigada pelo comentário.
Beijo

Postar um comentário

Deixe aqui o seu comentário!