É proibida a reprodução não autorizada dos textos deste blog, de acordo com a Lei nº9.610, de 19 de fevereiro de 1998, que regula os direitos autorais.

Apresentação

Este blog nasceu no blog Janela das Loucas, onde assinava "Diva Latívia". Ali permaneci durante muito tempo, como autora principal das crônicas do blog. Redescobri que escrever é vital pra mim, guiada e editada por Abílio Manoel, cantor, compositor, cineasta e meu querido amigo. O Janela das Loucas não existe mais, Abílio foi embora pro Céu. Escrevo porque tenho esse dom divino, mas devo ao Abílio este blog, devo ao Abílio a saudade que me acompanha diariamente. Fiz e faço deste blog uma homenagem a aquele que se tornou meu irmão, de alma e coração. Aqui o tema é variado: cotidiano, relacionamentos e comportamento, em prosa e versos.







20 de jan de 2014

O CIÚME QUE TUDO DESTRÓI

Uma leitora enviou uma mensagem pra mim, contou que desconfia que seu amado tem outra mulher. A desconfiança levou ao ciúme e ela me pediu um conselho. Então, segue abaixo o conselho pra essa leitora, ainda que eu me considere péssima conselheira. Espero que sirva pra mais alguém.

Quem ama não pede nada em troca. O amor é dádiva generosa, oferta que nada espera , senão a felicidade do ser amado. Quem ama não sufoca o ser amado com atitudes possessivas, desconfianças infundadas, ciúme mal curado. Quem ama deixa o ser amado livre, para que voe alto e volte para dentro de seu coração. Sentir ciúme é horrível, corrosivo, doentio. Ser alvo do ciúme alheio é asfixiante!
De que adianta ter ao seu lado alguém que não te ama? Alguém que você idealizou, em quem projetou seus anseios de final feliz? Gente não é personagem de contos de fadas. Homens e mulheres têm vontade própria, podem se apaixonar, reapaixonar, também  podem ir embora e nunca mais dar notícias. Monitorar obsessivamente os passos do alvo de seu amor, isso é um dos maiores erros que alguém pode cometer. Mexer no celular, nos e-mails, fuçar seu Facebook. Pergunto-lhe: pra quê? Se você está desconfiado(a)de algum pulinho de cerca do seu par, garanto-lhe que já tem 90% de certeza disso. Pra quê tanto desgaste se já tem 90%? Já ouviu falar que ninguém é a última Coca-Cola do deserto? Pois é.
Tem coisa até pior, tem gente que não consegue conquistar alguém e passa a infernizar a vida da criatura, a importunar toda e qualquer mulher, ou homem de seu círculo de amizades, a agir como louco(a), coisa digna de dó. Repito: amor não se cobra, jamais! Ele não quer? Ela não quer? Desista e vá cuidar de si, de sua vida, porque você é a pessoa mais importante do seu mundo!
Não existe homem insubstituível, nem existe mulher insubstituível. Insubstituíveis são os nossos pais, irmãos, filhos, enfim, nossa família. Tudo o mais a gente manda andar, se não estiver satisfeito. É saudável ter um relacionamento que te deixa tão paranóico(a) assim? Que te leva a suspeitar que pessoas ligadas a ele, ou ela, estão te traindo, estão te passando pra trás? Evidentemente: não, isso não é normal. Isso é sintoma de autoestima detonada, de falta de amor próprio. Pode até ser sintoma de alguma doença  grave.
Quer afugentar o ser amado? Perturbe sua paz, incomode-o com mensagens, com telefonemas, surja em sua frente com sua cobrança, sua choradeira, leve o problema a público, ofenda quem nada tem a ver com isso. É bomba poderosa, que mata qualquer possibilidade de felicidade a dois.
Cuide-se, ame-se, respeite-se e, por falar em respeito, lembre-se que seu direito de desconfiar de outrem termina no momento em que os direitos desse alguém são feridos. Ninguém quer ser incomodado com sua ciumeira. Portanto, não atire pra qualquer lado, o tiro poderá pegar no seu próprio pé e o risco é você terminar falando sozinho(a), ser taxado(a) de louco(a), arrumar inimizades que bem poderiam ser evitadas. Juízo, ok?



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui o seu comentário!