É proibida a reprodução não autorizada dos textos deste blog, de acordo com a Lei nº9.610, de 19 de fevereiro de 1998, que regula os direitos autorais.

Apresentação

Este blog nasceu no blog Janela das Loucas, onde assinava "Diva Latívia". Ali permaneci durante muito tempo, como autora principal das crônicas do blog. Redescobri que escrever é vital pra mim, guiada e editada por Abílio Manoel, cantor, compositor, cineasta e meu querido amigo. O Janela das Loucas não existe mais, Abílio foi embora pro Céu. Escrevo porque tenho esse dom divino, mas devo ao Abílio este blog, devo ao Abílio a saudade que me acompanha diariamente. Fiz e faço deste blog uma homenagem a aquele que se tornou meu irmão, de alma e coração. Aqui o tema é variado: cotidiano, relacionamentos e comportamento, em prosa e versos.







29 de mai de 2014

FINITOS E BREVES

Aquele trecho do livro a fez suspirar resignada: “Finitos e breves perdemos oportunidades raras na vida, como se fôssemos eternos e o tempo que resta beijasse o infinito. Amar é raro, a melhor experiência da vida. Amar e ser amado, a mais perfeita das coincidências. Não desperdice o amor de sua vida, porque a vida passa e um dia tudo termina”.
Ela fechou o livro, recostou-se no travesseiro, puxou o edredom na tentativa de se aquecer. Quem dera o amor a compreendesse, lesse suas linhas, seus pensamentos, quem dera o amor voltasse e a salvasse do turbilhão de tristeza que a cercava. Adormeceu com o livro caído ao seu lado, a luz do abajur acesa.

Nos sonhos o amor é infinito e eterno, nos sonhos o amor não morre jamais.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui o seu comentário!