É proibida a reprodução não autorizada dos textos deste blog, de acordo com a Lei nº9.610, de 19 de fevereiro de 1998, que regula os direitos autorais.

Apresentação

Este blog nasceu no blog Janela das Loucas, onde assinava "Diva Latívia". Ali permaneci durante muito tempo, como autora principal das crônicas do blog. Redescobri que escrever é vital pra mim, guiada e editada por Abílio Manoel, cantor, compositor, cineasta e meu querido amigo. O Janela das Loucas não existe mais, Abílio foi embora pro Céu. Escrevo porque tenho esse dom divino, mas devo ao Abílio este blog, devo ao Abílio a saudade que me acompanha diariamente. Fiz e faço deste blog uma homenagem a aquele que se tornou meu irmão, de alma e coração. Aqui o tema é variado: cotidiano, relacionamentos e comportamento, em prosa e versos.







28 de abr de 2015

SAUDADE INTRUSA


Quando ele atirou a aliança sobre a mesa e foi embora, o aroma masculino teimou no ambiente.  Ela tentou se livrar da dor e mudou o sofá cor de areia do lugar.
Naquela manhã o café adormeceu na xícara, enquanto seu olhar tocava as paredes frias da sala e deslizava pelos edifícios cinzentos que encobriam o horizonte. Nas mãos o folheto da agência de viagens. Tomou a decisão: tiraria férias do dia a dia.
De malas prontas, certificou-se de não haver esquecido o passaporte e saiu apressada, sequer deu água às plantas, que secaram órfãs.
Em Amsterdã descobriu ter consigo a saudade intrusa.  Cada paisagem nova alimentava a esperança na reconciliação.  Regressou uma semana mais cedo, para assisti-lo a sorrir indolor. Seu coração secou feito as plantas,  em seu peito não mais floresceu amor.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui o seu comentário!