É proibida a reprodução não autorizada dos textos deste blog, de acordo com a Lei nº9.610, de 19 de fevereiro de 1998, que regula os direitos autorais.

Apresentação

Este blog nasceu no blog Janela das Loucas, onde assinava "Diva Latívia". Ali permaneci durante muito tempo, como autora principal das crônicas do blog. Redescobri que escrever é vital pra mim, guiada e editada por Abílio Manoel, cantor, compositor, cineasta e meu querido amigo. O Janela das Loucas não existe mais, Abílio foi embora pro Céu. Escrevo porque tenho esse dom divino, mas devo ao Abílio este blog, devo ao Abílio a saudade que me acompanha diariamente. Fiz e faço deste blog uma homenagem a aquele que se tornou meu irmão, de alma e coração. Aqui o tema é variado: cotidiano, relacionamentos e comportamento, em prosa e versos.







8 de jun de 2015

ESCREVER POESIA, VIVER

Você nasceu poesia, dentro do supermercado. Sentimento inesperado. Olhei para os lados: feijão, ervilha, lentilha, testemunhas em grãos da inspiração inusitada. Busquei dentro da bolsa uma caneta, dedos aflitos a dedilhar chaves, bala de menta, batom, moedas. O lenço de papel serviu de lousa, o grão de bico pareceu sorrir pra mim. Rabisquei o que brotava de mim.
Amo-te enfim, após morrer em mim. Amo-te em teus defeitos, ser imperfeito que és.
Anotei rapidamente, debruçada no carrinho de compras. Sorri satisfeita e exclamei qualquer coisa em voz alta. Inspiração, coisa rara e breve. Paguei as compras, esqueci o alvejante de roupas.
Feliz da vida publiquei um novo texto no blog. Inspiração, respiração, coração, paixão. Vida em “ão”, poesia que voltou pra mim.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui o seu comentário!