É proibida a reprodução não autorizada dos textos deste blog, de acordo com a Lei nº9.610, de 19 de fevereiro de 1998, que regula os direitos autorais.

Apresentação

Este blog nasceu no blog Janela das Loucas, onde assinava "Diva Latívia". Ali permaneci durante muito tempo, como autora principal das crônicas do blog. Redescobri que escrever é vital pra mim, guiada e editada por Abílio Manoel, cantor, compositor, cineasta e meu querido amigo. O Janela das Loucas não existe mais, Abílio foi embora pro Céu. Escrevo porque tenho esse dom divino, mas devo ao Abílio este blog, devo ao Abílio a saudade que me acompanha diariamente. Fiz e faço deste blog uma homenagem a aquele que se tornou meu irmão, de alma e coração. Aqui o tema é variado: cotidiano, relacionamentos e comportamento, em prosa e versos.







26 de ago de 2015

Amor, amar, amar, amar...

A vida, às vezes, lembra aqueles balancetes contábeis. Contas difíceis de fechar.
Amar, experiência que parece uma assinatura digital intransferível e inviolável. Está no destino, quem ainda não amou, amará. É o que validará a passagem por estas bandas terrenas e, se chegar à terceira idade, tornará a bagagem desta existência algo valioso, com muitas cores e modos diversos, um peso bom de carregar.
Amor... Amar, amar e amar. Amar a mesma pessoa, amar várias pessoas, especialmente amar-se. Sem amor próprio nenhum amor é bem vivido. Amar escancaradamente, ou silenciosamente.
Amar sem ser amado, espinho que machuca o coração. Ser amado e não amar, dura situação.
Amor, nem sempre eterno, que desemboca na separação. Amor que é saudade. Amor de mentirinha. Amor virtual. Amor ao próximo. Amor real. Amor inconfessável. Amor platônico. Amor de verdade.
Amor, matemática perfeita, contas e mais contas que fecham na ponta do lápis de um poeta. Amor que inspira, que faz rir, chorar, lembrar, sonhar. Amor que vem e vai e adiciona à alma o perfume da esperança. Amor eterno. Amor findo. Amor por vir. Amor enfim. Amor...

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui o seu comentário!