É proibida a reprodução não autorizada dos textos deste blog, de acordo com a Lei nº9.610, de 19 de fevereiro de 1998, que regula os direitos autorais.

Apresentação

Este blog nasceu no blog Janela das Loucas, onde assinava "Diva Latívia". Ali permaneci durante muito tempo, como autora principal das crônicas do blog. Redescobri que escrever é vital pra mim, guiada e editada por Abílio Manoel, cantor, compositor, cineasta e meu querido amigo. O Janela das Loucas não existe mais, Abílio foi embora pro Céu. Escrevo porque tenho esse dom divino, mas devo ao Abílio este blog, devo ao Abílio a saudade que me acompanha diariamente. Fiz e faço deste blog uma homenagem a aquele que se tornou meu irmão, de alma e coração. Aqui o tema é variado: cotidiano, relacionamentos e comportamento, em prosa e versos.







18 de mai de 2016

EU: DIVAGANDO

São Paulo tinha cor de terra. A terra anterior à pavimentação de minha rua. A poucos metros de minha casa o bonde passeava sonoro e lotado de passageiros. 
O realejo e sua sinfonia, a sorte tirada pelo bico de um pássaro. As flores pareciam mais coloridas, salpicavam o jardim imenso, brotavam quase imortais. 
Assim era o meu jardim, dentro da minha cidade, naquela rua de terra, naquele tempo distante. 
São Paulo cresceu, eu cresci, o tempo passou, chegou o asfalto, o metrô, o trânsito, o mar de edifícios que encobriram o céu. O realejo sumiu, o bonde passou, a casa foi demolida, as flores se foram, o pássaro morreu. E eu?


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui o seu comentário!