É proibida a reprodução não autorizada dos textos deste blog, de acordo com a Lei nº9.610, de 19 de fevereiro de 1998, que regula os direitos autorais.

Apresentação

Este blog nasceu no blog Janela das Loucas, onde assinava "Diva Latívia". Ali permaneci durante muito tempo, como autora principal das crônicas do blog. Redescobri que escrever é vital pra mim, guiada e editada por Abílio Manoel, cantor, compositor, cineasta e meu querido amigo. O Janela das Loucas não existe mais, Abílio foi embora pro Céu. Escrevo porque tenho esse dom divino, mas devo ao Abílio este blog, devo ao Abílio a saudade que me acompanha diariamente. Fiz e faço deste blog uma homenagem a aquele que se tornou meu irmão, de alma e coração. Aqui o tema é variado: cotidiano, relacionamentos e comportamento, em prosa e versos.







13 de out. de 2019

SOLIDÃO VERSUS VONTADE DE SER FELIZ


Oi, Diva Latívia!

Quero saber por que as pessoas são tão complicadas. Quero demais achar um namorado, namorido, marido, mas são tantas etapas pra gente encontrar alguém. Quero alguém pra gente ir junto ao cinema, teatro, viajar, dançar, ver filmes na TV e transar gostoso. Desculpa, mas transar gostoso eu acho que é fundamental! Só que eu estou sozinha faz muito tempo. E nem transo gostoso, nem faço nada legal porque sinto falta dessa pessoa que eu gostaria de encontrar. Pode me dar umas dicas?
V. L.

Depois de muito tempo, escolhi esta mensagem da V. L. para retomar meu papo com vocês, leitores. E espero ajudar quem vive o mesmo momento. Namorado, namorido, marido. Uma meta de muita gente, que nem sempre termina exatamente bem. Ir ao cinema, por exemplo, pode ser algo normal e simples, mas já imaginou fazer isso com alguém que ao chegar ao shopping center irá se estressar para estacionar o carro e depois se estressar para escolher o filme? Maridos e namoridos fazem isso! Namorados, às vezes também. Tem uns que até se engasgam com a pipoca e se zangam com a gente. Enfim... Será preciso mesmo ter um par para viajar, para ir ao cinema, teatro, ver filmes na TV? Transar até compreendo. Mas, tudo o mais, melhor repensar trilhões de vezes na escolha.
Acho também que não adianta nada sair buscando, caçando. Amor deve ser um bicho que, feito pernilongo, entra pela janela sem a gente perceber e nos ataca (no bom sentido).

V.L. vá em frente sem esperar parceria. Quem é bacana, do bem, um dia acaba por atrair bons amigos, a tal parceria para o cinema. Quanto ao transar, isso é outro assunto, mas eu acho que seria mesmo muito legal o parceiro de dança e cinema ser o parceiro de sexo. Um tanto difícil de acontecer, mas se você levar a vida com leveza e sem muita expectativa, isso poderá um dia acontecer. A humanidade anda muito sozinha, isso não é privilégio seu, nem meu. Alguns, sozinhos por egoísmo, outros por medo de envolvimento. Muitos perdem a chance de viver momentos incríveis com você, por exemplo. Vá ao cinema, ainda que sozinha. E, posso dizer por mim, viajar sem um par é possível! Dance sozinha, isso é delicioso! Teatro é um espaço pra lá de democrático e inclusivo, vá sem a pessoa errada ao seu lado, por favor! Curta a vida, V. L., se estiver no seu destino encontrar alguém, esse alguém, ele ou ela, surgirá mais dia, menos dia.

Boa sorte, afinal o que você deseja é o mesmo que a maioria das pessoas gostaria de encontrar ( consciente, ou inconscientemente).

Beijo da Diva Latívia ( Cláudia)


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui o seu comentário!